ENTREVISTA #2 - Professor de Educação Física: Pablo Souza Gomes

A segunda entrevista da série PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO promovida pelo editorial do site será com o professor Pablo Souza Gomes, graduado em Educação Física pela UFRRJ, pós graduado em Educação Física Escolar pela UNISSUAM. Atualmente leciona pelas prefeituras de Rio das Ostras e Rio de Janeiro. Tem experiência em gestão de projetos esportivos no setor público atuando como Coordenador Pedagógico no Programa Segundo Tempo e Coordenador Geral do Projeto Oficinas de Esporte, ambas desenvolvidas no município de Nova Iguaçu.

Professor Pablo Souza Gomes


Vivências Corporais: Professor, por que o senhor escolheu a área de Educação Física para atuar?

Professor Pablo Gomes: A minha escolha pela Educação Física se deu de forma involuntária pode se dizer que a Educação Física me escolheu , estava passando pelo processo de escolha dos  caminhos após o ensino médio e fiz o vestibular para vários cursos  ligados a área de saúde  e saindo os resultados e tendo conseguido êxito em mais de uma área de conhecimento optei pela Educação Física pois no meu cotidiano e histórico das fases da  minha vida, principalmente na  infância e juventude, ela  estava sempre presente através de  práticas  desportivas para saúde, lazer e performance.

Vivências Corporais: Como o senhor avalia o ensino da escola pública?

Professor Pablo Gomes: O ensino na escola pública tem a capacidade para ser de excelência, pois conta com profissionais de qualidade formados em grandes instituições de ensino que revezam geralmente seus dias em instituições privadas e públicas, porém  esbarra em dificuldades físicas , interesses políticos, sociais e econômicos  que depreciam  o ensino público limitando e colocando em patamar  de  ruim a razoável, pois escolas sucateadas fisicamente e moralmente e a falta de valorização profissional cria um ambiente frio  e sem vida para construção do conhecimento desestimulando os envolvidos. Entretanto  o que  mais afeta  a qualidade do ensino na escola público é  o nível de interesse dos agentes do conhecimento  que são os discentes  devido a uma realidade familiar sofrida, muitas vezes  sem estimulo para se fazer presente no cenário escolar  muito jovens  só se depositam  neste ambiente.

Vivências Corporais: Qual a relevância do ensino da Educação Física na escola?  

Professor Pablo Gomes: A Educação Física  é imprescindível  na Escola pois permite  o indivíduo atingir sua totalidade,  a capacidade que ela oferece de atingir  os domínios que permeiam a vida  do ser como:  a cognição, aspecto motor e sócio -  afetiva   possibilitando  a construção de um ser autônomo e crítico .

Vivências Corporais: No cenário atual, o que os estudantes da escola pública podem esperar do aspecto ensino-aprendizagem para os próximos 20 anos?

Professor Pablo Gomes: O processo de ensino - aprendizagem   se mostra cada vez mais facilitado  pelo advento  e acessibilidade as novas tecnologias, o papel do docente fica sendo de mediador, condutor e avaliador do processo final da aprendizagem, ficando sobre o discente  a responsabilidade de ser ativo no seu processo de construção do conhecimento. As tecnologias serão ferramentas essenciais para os próximos anos pois caberá o seu uso pelo profissional como mecanismo de atração aos discentes no processo de ensino - aprendizagem.

Vivências Corporais: O senhor pode falar um pouco da sua experiência em gestão pública....

Professor Pablo Gomes: Experiência imensurável  trabalhar na coordenação de  projetos e programas que permitiram a ampliação do horário  nas unidades escolares  na Cidade de Nova Iguaçu foi um salto profissional e  também a retirada das cortinas  utópicas  que permeiam os profissionais e  a sua atuação no cenário educacional pois  lidar diretamente  com as realidades distintas na formação de  vários profissionais de Educação Física e coordenar as suas ações  no processo de ensino aprendizagem proporcionaram um grande enriquecimento teórico e prático da Educação Física  porém  trabalhar  diretamente com gestores públicos me abriu os olhos a interesses  que sobrepõe ao desenvolvimento das ações e não condiz com objetivo frustrando  o que você pensa como ideal.

O site agradece a valiosa contribuição do professor Pablo.

Contato: pablosouzagomes@bol.com.br









Comentários

  1. Parabéns pela entrevista! Muito enriquecedora para a prática docente!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas